A Triste Realidade dos Profissionais de TI

Conheça agora os tipos de Profissionais com que nos profissionais de TI, vamos conhecer em nossa jornada em busca de realização Profissional.

Se você não trabalha com um profissional que se enquadre em um dos tipos abaixos, é questão de tempo. Ter um colega de trabalho destes é um teste de paciência e resistência.

A verdadeira aprovação, para se tornar um cavaleiro JEDI( Profissionais de TI).

Imagem

O Profissional Delegador:

É deste tipo que nossas pais nos avisavam, quando diziam o ditado “Quem não sabe fazer, não sabe mandar”.
Seu único trabalho, por limitação própria, é intermediar e-mails entre duas pessoas que entendem do negócio. Ele sempre clica em “encaminhar”, porque se colocar os dois em contato direto, perde o seu emprego. Seu trabalho é cobrar coisas que ele não faz idéia de como são feitas, ou o tempo que leva para se fazer.

O Profissional ‘Estilo‘:

Este acha que seu respeito depende de sua roupa. Portanto, quer sempre estar um nível de Status acima dos seus funcionários ou colegas. Se o código de vestimenta é casual, ele vai de social. Se é social, ele vai de terno. Fica desesperado quando todos usam terno, chegando a apelar para sobretudos, ainda que sob o sol infernal do nosso país tropical.

O Profissional Mestre da empresa:

É o mestre na arte de falar sem dizer coisa alguma. Tudo é motivo para fazer uma reunião e ligar o projetor, Em dez minutos de monólogo, já perdeu a atenção da equipe,  sempre sai do Foco da reunião, isso quando a reunião tem um Foco claro e definido. geralmente, as pessoas saem de suas reuniões mais confusas do que entraram

O Profissional Trabalhador:

Sua vida é o seu trabalho. Esposa e filhos são um “Bico” que ele faz por fora, quando dá tempo. Tem a plena certeza que um dia irão erguer uma estátua sua na entrada da empresa, pelos serviços prestados. É aquele que já está lá quando você chega, dando sempre a impressão de que você está atrasado, e que sempre vai embora por último, te dando a impressão de que você está saindo muito cedo.
É tão apegado ao trabalho que costuma comemorar seu Reveillon no fim do ano fiscal.

O Profissional “Sou Foda”:
Sempre promete um prazo impossível de ser cumprido. Pede comprometimento, garra, e até que seus funcionários trabalhem de graça no fim de semana, mas às cinco da tarde, sai tranquilamente pela porta.
Se um projeto dá certo, é graças à sua gerência. Se algo dá errado, é incapacidade técnica de algum membro da equipe.

O Profissional Terrorista:

Os piores na minha opinião, adoram criar inferninhos no escritório, chegam de ressaca e não tem vergonha disso. Para eles, “Trabalho” é seduzir a nova estagiária, e “planejamento estratégico”, é decidir aonde levar a secretária para jantar.
Tanto faz o projeto ir bem ou mal, desde que ele tome a decisão Final

O Profissional mala:

É o verdadeiro desagradável. Sempre usa o pretexto de se ajeitar na cadeira para olhar sobre o seu PC e ver o que está no seu monitor. Controla mais as suas horas do que as dele mesmo, e fica extremamente incomodado quando você se levanta para um café ou para ir ao banheiro. O importante não é você entregar sua tarefa dentro do prazo, mas sim o que você está fazendo a cada momento.
Anda na empresa toda fiscalizando os colegas, mas nunca faz nada dentro do prazo.

O Profissional soldado:

Tem este nome pois caiu de paraquedas na liderança onde atua. Anteriomente desalocado, e amigo de algum gerente, pediu uma “força”, uma “vaguinha”, e foi encaixado aonde deu. Completamente alheio às tarefas e aos processos, é o equivalente a uma copeira gerenciando um canteiro de obras. Na dúvida, prefere concordar com tudo que a equipe diz.

Seu maior medo é que descubram sua incapacidade de liderar, sua incompetência na gerência de profissonais, e o demitam logo de cara.

O profissional Sabe Tudo:

Esse é sabe tudo na empresa, em tudo ele é o melhor, reclama de tudo e todos, nunca errou, todos são inferiores a esse cidadão.

Sabe tudo que precisa ser feito, mas nunca tem tempo para fazer !

Por isso durante nossas jornadas vamos encontrar esses profissionais e muitos outros, então Rir  desse fenomeno comum nas empresas, vale para descontrair !